Recomeço

Era aproximadamente 9 horas da manhã, o sol entrava pela janela e batia bem em seu rosto, ela se arrependia de ter comprado uma persiana branca para o quarto.

Olhou no relógio, viu a hora e pensou – ele jamais gostou de acordar cedo – e já se levantou com um pulo da cama

Foi ao banheiro, vestindo o clássico… Nada! Afinal estava sozinha em casa e gostava de sua liberdade, e pensava justamente nisso enquanto escovava os dentes.

Andando vagarosamente até a cozinha contava as horas que teria até chegar ao aeroporto – Vôo das 12:00… Tenho tempo de sobra.

Fez seu café da manhã com o que tinha na geladeira, lendo as noticias na internet viu sobre um avião que tinha sumido no caminho de Paris – Eu não teria essa sorte! – sorrindo sutilmente.

Terminou o café, lavou a louça, guardou e foi tomar banho, saiu e escolheu uma roupa que a deixasse mais magra, mais alta e o mais bonita possível, afinal era um dia especial, sua vida ia mudar!

Salto alto, calça jeans justa – Calvin Klein caia como uma luva nela -, uma bata pouco mais cumprida e uma bolsa que coubesse toda a bugiganga que levava consigo sempre.

Quase 10:30, saiu de casa, trancou a porta, destrancou a porta, entrou resmungando – Só eu pra esquecer a passagem do avião! – saiu rindo

No carro só pensava em como sua vida tinha mudado nos últimos tempos, terminara com o namorado – que não servia nem na cama mais – Ia sair em busca de um novo emprego, conhecer gente nova, lugares novos. Teria uma vida diferente!

Chegou ao aeroporto com a maior calma possível, procurando o portão de embarque para Nova York, ao encontrar se deparou com o Ex-Namorado vindo desesperado em sua direção!

-Ana! Onde você estava?

-Em casa, me arrumando, depois vindo pra cá e bem… Aqui, por quê?

-Por quê? Como assim? Você quer me matar?

-Na próxima vez ou você retira a passagem no aeroporto ou manda pro endereço certo! Você não mora mais na minha casa tem dois meses Rodrigo!

-Eu esqueci! Isso acontece, sabia?

-Não, não sabia, por que eu sou organizada e você não, por isso acontece com você e não comigo, mas… Eu cheguei. Então aqui esta sua passagem – empurrou no peito dele, fazendo-o ir um pouco pra trás – E na próxima vez, coloca seu endereço de Nova York, tá?

-É isso? Você não vai me desejar Boa-Viagem, sorte?

-Claro que vou – deu um sorrido enorme e disse – Boa-Viagem! Espero que você tenha que virar garçom pra sobreviver em Nova York seu babaca!

-Há, invejosa! Ao menos eu estou indo à Nova York!

-Está indo duro e pra passar fome! Adeus

E foi assim o caloroso Adeus de Ana e Rodrigo, seis anos de namoro e um desejo de felicidade!

Acontece…

Pollon, Diego.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Conto

5 Respostas para “Recomeço

  1. Nicky

    Tão adorável a Ana!!!!

    😀

    Adorei! hauhauhauhauahuhahua

  2. eiras

    haha que mundinho rs =]

  3. R. M. Gonçalves

    Olha, trabalhar como garçom em NY dá mais dinheiro do que muitos empregos + sofisticados aqui no Brasil 😉
    Que Rodrigo seja muito feliz, mesmo que tenha que servir muitos drink’s! 😉

  4. De uma forma sutil e bem construída…
    mistérios que só pessoas – seres humanos – são capazes de materializar isto que se chama relacionamento…

    Pê.

  5. Muito bom o seu texto, parabéns!

    Ouvi outro dia “nada é tão estranho quanto as relações humanas”

    Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s